estrategia multicanal

Estratégia Multicanal

Mais uma vez a tecnologia veio mostrar que as empresas precisam se adequar aos seus mercados, e não o contrário. A Internet facilitou a visibilidade da sua marca, no que antes se gastaria horrores em anúncios e campanhas ou na total dependência de intermediários para divulgar e vender seus serviços e produtos, através da Internet com apenas um clique seu consumidor entra na sua casa.

Mas a tecnologia de informação não parou por aí, acessando sua empresa o cliente quer saber mais, quem é, o que faz de legal, e o que ele ganha com isso. As redes sociais ajudaram muito nesse contexto, definiram tribos, perfis, comunicaram além do produto e da marca, mostraram um cliente interativo buscando mais. Agora que o cliente já conhece seu produto ou serviço, se identifica, curte e recomenda, ele quer saber como encontrar.

Um pouco nostálgica, lembro bem da minha iniciação profissional no sistema de Franquias, em 1993, numa grande empresa do segmento de Construção Civil. Quando inaugurávamos uma Franquia, todos os pontos de vendas conquistados em mais de 50 anos de história da marca precisavam ser fechados, essa era a regra, atualmente isso não aconteceria! Também lembro do atrito gerado em algumas redes de Franquias quando a empresa detentora da marca abria seu e-commerce.

Atualmente a Multicanalidade é uma necessidade imposta pelo cliente, ele quer encontrar sua marca preferida onde quiser: e-commerce, mobile-commerce, lojas da marca (próprias ou Franquias ele não sabe), Multimarcas, eventos, e por fim, consumir no momento que desejar.

Antes de partir para uma estratégia multicanal, analise o Planejamento Estratégico da sua empresa:

  • Você sabe qual é o perfil e hábitos de consumo do seu cliente?
  • O mesmo sistema de logística pode atender vários canais?
  • Possui potencial produtivo para crescer?
  • Qual é o melhor  sistema de TI que atenda as necessidades?
  • Como fica  o canal que comercializa atualmente?
  • A que preço o produto chegará nestes canais?

Para que o tiro não saia pela culatra, e ao invés de aumentar sua base de clientes você perca os clientes atuais,  defina uma política comercial clara e acessível. Não esqueça que  todos os esforços e investimentos entre canais devem priorizar o  cliente, mantendo-o no centro das atenções!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.