11703080_409407962576561_3354835151539984446_n

Licenciamento de marca ou franquia?

A dúvida tradicional dos empresários, na hora de optar por um modelo de expansão de negócios é, Licenciamento ou Franquia?
A resposta está no modelo de negócio, no perfil do empresário e no quanto se está disposto a descentralizar.
No modelo de Franquias há maior controle e responsabilidades, pois, o sistema prevê a replicação de um modelo de negócio com todas as suas características. A Franqueadora tem autonomia para fiscalizar, orientar o Franqueado e equipe quanto aos padrões e regras do negócio, que devem ser pré-estabelecidas na Circular de Oferta de Franquia. O nível de flexibilidade do negócio quem dita é a Franqueadora, e pode variar muito entre redes de Franquias. Normalmente quanto mais antiga e mais unidades possuem em operação mais padronizadas. As redes jovens, normalmente, são mais flexíveis pois podem ainda passar por mudanças, muitas delas, sugeridas pelos novos Franqueados.

Já no Licenciamento o empresário passa a adquirir uma marca e pode associá-la a um produto ou serviço, no caso da marca de um negócio, o licenciamento prevê a replicação de todas as características atreladas a marca, como: identidade visual, visual merchandising, projeto arquitetônico, publicidade… porém, o empresário é responsável pela operação, como: controle de estoque, compras, contratação da equipe, remuneração, controles financeiros. A Licenciadora pode comercializar serviços.
Segundo o representante da Associação Brasileira de Licenciamento (Abral), Marcus Macedo, é importante entender a diferença dos modelos para não haver depois frustração com a escolha.

“Enquanto a franquia oferece uma operação completa desde modelo de gestão, layout da loja e até dos insumos utilizados para o funcionamento do negócio, o modelo de licença é diferente. A licença pressupõe que o empresário vá associar seu produto ou serviço a uma determinada marca”, afirma.
O modelo de Licença é uma boa opção para conversão de negócios. Atualmente, o cenário do varejo multimarcas passa por enormes dificuldades, a conversão para uma marca Licenciada pode ser uma saída, pois supõem-se que experiência em gestão e conhecimento de mercado o Empresário possui, a marca Licenciada entra com atributos e apelo de marca.

Até aí, autorização de uso de marca, identidade e padrão visual… a Franquia também autoriza, a diferença crucial é o nível de padronização e controle. No sistema de Franquia, o Franqueado pode exigir um nível alto de padronização e controle do negócio.
Ambos modelos, Franquia e Licença, são fornecidos por um determinado tempo, podendo haver renovação do contrato, e efetuam pagamento de royalties.

Contate-nos! Juntos podemos decidir qual o melhor canal de expansão para expandir seu negócio.

Alessandra Tortelli | Supervisora e Consultora da Conex Negócios

No Comments

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.