franquia-ideal

Como escolher a Franquia ideal

A aquisição de um negócio, para muitos, é a realização de um sonho! Já acompanhei muitos empreendedores investir todo capital acumulado, vender bens, pedir demissão, para realizar o sonho do negócio próprio, de ser seu próprio chefe e depois de algum tempo, perderem tudo.

Uma Franquia é uma bela opção para quem tem pouco conhecimento administrativo e procura um parceiro, e não um sócio, para dividir responsabilidades, assim como, é um sistema de ganha-ganha onde as partes envolvidas devem contribuir com o crescimento todos.

O Franqueador deve desenvolver a marca, marketing, produtos, logística, fornecedores…e principalmente, deve saber ensinar o Franqueado a operar a sua unidade, portanto, é fundamental que já tenha operado Franquias, e principalmente tenha o negócio que é Franqueado seu, para testes e desenvolvimento do negócio como modelo para a rede.

Para escolher um bom negócio no sistema de Franquia é importante seguir algumas dicas, que assegurará menos dor de cabeça e maior probabilidade de sucesso.

  • Escolher um segmento que você se identifique, que goste realmente de trabalhar, lembrando que um contrato de Franquia pode durar de 02 a 04 anos ou até mais, então, opte em trabalhar com prazer;
  • Estude o mercado local, concorrência, público para o produto/serviço (principalmente se for novidade) e selecione marcas atrativas que possam atendê-lo em todas as necessidade, mesmo a distância e não cobrem mais por isso;
  • Compare os valores que compõem o preço da Franquia: investimento na estrutura, estoque, capital de giro, royalties, taxa de marketing, não esqueça de perguntar sobre os custos extras, não descritos no investimento inicial, que podem ocorrer durante a operação da Franquia, como visita do consultor, troca de mercadoria, obrigatoriedade de compra de estoque…
  • Preferencialmente não utilize investimento bancário para a aquisição da sua primeira Franquia. Uma Franquia, assim como qualquer investimento, possui riscos pertinentes ao setor, neste caso procure um Economista para lhe ajudar a analisar a viabilidade e os riscos.
  • Selecionar o ponto comercial dentro do detalhamento fornecido pelo Franqueador: tamanho, espaço de estoque, fluxo de clientes, fachada, estacionamento, análise dos vizinho, público… assim como os valores adequados as premissas de custos do negócio.
  • Analise a política comercial multicanal, caso você não tenha exclusividade na sua região e a Franquia selecionada venda os mesmo produtos por outros canais de venda. Cuidado, a sua Franquia pode se tornar um show room;
  • Analise a COF – Circular de Oferta de Franquia, cuidadosamente, preferencialmente entregue para um advogado da área analisar. Todos o sistema, regras e deveres de ambas as partes, Franqueado e Franqueador, devem estar descritos na COF, assim como todo e qualquer custo e investimento que deverá ser realizado no período de contrato. Este é o momento para negociar;
  • Todo bom Franqueador deve apresentar um estudo de análise de viabilidade Financeira e Econômica da Franquia que você vai abrir, com os custos e despesas adequados a sua cidade, previsão de faturamento, com isso você poderá ter uma previsão do prazo de retorno e principalmente, comparar  as taxas de retorno com outros investimentos disponíveis no mercado;
  • Verifique com o máximo possível de Franqueados da rede o nível de satisfação, questionando relacionamento, atendimento, logísitca, fornecimento de produtos…  pergunte se compraria novamente, qual a nota que o Fraqueado daria, não se contente com menos de 8;
  • Contate também os Franqueados que se desligaram da rede e pergunte o motivo;
  • Pesquise no INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial, o registro da marca e quem é o titular;
  • Somente pague a Taxa de Franquia na assinatura do Pré-Contrato ou Contrato.

A Conex Negócios espera poder lhe ajudar nesse momento tão importante!

Lembre-se: A sorte favorece a mente bem preparada – Louis Pasteur

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.